Ranqueamento do Google: 4 dicas para o sucesso da sua empresa

O algoritmo de ranqueamento do Google vive em constante mudança. Como não há fórmula pronta, é preciso sempre estar atento às atualizações para crescer na internet

Um dos maiores segredos da internet se chama “algoritmo do Google”. Muitos já tentaram desvendá-lo, em vão. É ainda mais difícil a partir do momento que esse algoritmo vive sendo aperfeiçoado com o passar do tempo. E sobre isso você deve se fazer duas perguntas: como e o quanto isso impacta o meu negócio?

Para uma empresa crescer na internet, tanto com blog quanto nas redes sociais, é primordial um bom ranqueamento no Google. Já falamos sobre a importância de aparecer na primeira página do buscador. Para que isso ocorra, é preciso dominar algumas técnicas de SEO. Como o algoritmo vive sofrendo atualizações, nós que trabalhamos com marketing de conteúdo precisamos estar atentos quanto às mudanças e exigências.

 

Dicas para melhor ranqueamento
  1. Palavras-chave

Ponto importante que passa principalmente pelo fato de você conhecer o seu público, saber quais palavras-chave ele utiliza quando faz uma pesquisa no google. Com as atualizações constantes do algoritmo, foi-se o tempo em que você precisava repetir essa palavra-chave dezenas de vezes no texto para ganhar autoridade. Hoje, o que você precisa é que o motor de busca reconheça o seu conteúdo como realmente informativo, rico e que ofereça uma boa experiência ao usuário.

 

  1. Invista pesado nos usuários mobile

Hoje, uma empresa que não tem uma versão funcional do seu site para celulares, pode ter certeza de que já larga muito atrás em relação à concorrência. O próprio Google afirmou, em março do ano passado, que mudaria seus sistema de indexação. Se antes o motor de busca priorizava a versão desktop, agora a prioridade está no mobile. Em outras palavras, os usuários de celular terão resultados de busca ainda melhores e mais certeiros. Por tanto, sites que não ofereçam uma versão mobile terão dificuldades de aparecer nos resultados das buscas. Fique atento a isso!

 

  1. Velocidade

De mãos dadas com o item acima, está o fator velocidade. A experiência nos mobiles precisa ser tão rápida quanto nos desktops. Muitas vezes o usuário está com pressa pelo resultado de uma pesquisa, ou de uma resposta no seu próprio site. Tenha uma versão leve e rápida por dois motivos: 1. para não perder o usuário que exige imediatismo; 2. o google também quer uma internet rápida e dinâmica, por isso ele vem dando prioridade no ranqueamento aos que criam versões mobile que oferecem respostas imediatas.

 

  1. Limite-se à sua área de conhecimento

Um dos termos muito utilizados no universo de SEO é “autoridade”. Acontece quando você realmente domina determinado assunto e oferece ao usuário conteúdos dentro do mesmo guarda-chuva. Se a sua especialidade é falar sobre alimentação saudável, limite-se a abordar esse universo na sua produção de conteúdo. Com o tempo e muito trabalho, o próprio Google vai reconhecê-lo como uma autoridade no assunto, conferindo-lhe um melhor ranqueamento nos resultados de busca.

Há muito o que se aprender sobre os algoritmos do Google e como eles funcionam. O certo é que jamais teremos uma fórmula pronta para alcançar os resultados desejados da noite para o dia. O que podemos fazer é estudar os melhores caminhos e tentar sempre sair na frente da concorrência. Se for esse o seu desejo, venha conversar conosco.

 

Leia também

Comunicação com o público: 5 dicas para se dar bem 5 dicas para montar o seu primeiro plano de marketing Saiba qual o melhor canal de comunicação para o seu negócio
Sem Comentários

Publique um comenário