Facebook: como usar os grupos em favor da sua marca?

Mark Zuckerberg anunciou que em 2020 os grupos no Facebook vão ganhar mais atenção da empresa. Talvez seja hora da sua marca se antecipar e fazer parte dessa tendência.

Conforme alertamos no final do ano passado aqui no nosso blog, Mark Zuckerberg anunciou que em 2020 os grupos de Facebook seriam uma tendência. A intenção é criar comunidades dentro da plataforma, priorizando maior interação entre usuários e discussão sobre assuntos específicos. Dito isso, a pergunta que fica é: como as marcas podem tirar proveito dessa novidade?

As marcas já podem começar a pensar em como usufruir dessa possível nova onda do Facebook. Imagine centenas de pessoas reunidas debatendo sobre assuntos que conversam com o seu serviço/produto. A oportunidade de conquistar essas pessoas e no futuro transformá-las em clientes é ótima.

Mas tome cuidado antes de começar. Esses grupos não são feitos para fazer anúncios e propagandas. Inclusive, o Facebook pode acabar gerando uma punição por isso. Confira as ações que você pode fazer com o seu público:

 

Interação

Leve em consideração o que o próprio Mark sinalizou. Os grupos do Facebook são para gerar debates e interação entre os usuários. Com um grupo oficial da sua marca, é possível reunir quem já é cliente e aqueles em potencial. É uma oportunidade para humanizar a marca e coexistir com os usuários, fazer parte do mundo deles, de suas rotinas, conhecê-los melhor, etc.

 

Informação

E se você gerasse conteúdo para os usuários dentro dos grupos? Se você é um curso de inglês, pode oferecer algumas dicas em textos, vídeos e imagens. Se você é um estabelecimento gastronômico, quem sabe não possa criar receitas e incentivar as pessoas a fazerem também? Ou uma empresa de tecnologia que oferece um universo de informações, notícias e dicas sobre o ramo. Gerar conhecimento para o usuários se engajarem cada vez com a sua marca.

 

Entretenimento 

Se no Facebook já tem muita diversão e a sua marca pode adotar uma linguagem descontraída com os usuários, por que não replicar isso nos grupos? Unir informações e dicas com um conteúdo mais divertido significa melhorar a experiência do usuário dentro do grupo. E nesse sentido, a sua marca pode inclusive aproveitar o que os próprios usuários produzem.

 

Exclusividade

O grupo pode ser uma oportunidade de oferecer conteúdo exclusivo para quem está lá dentro, como lives, por exemplo. Você também pode dar informações em primeira mão.

 

Feedback

Em um grupo com pessoas que têm interesses em comum, torna-se viável criar enquetes sobre a sua própria marca e o serviço que é oferecido. Pesquisas qualitativas e quantitativas podem ajudar no processo de execução de ideias nas redes sociais, no tom da comunicação e até mesmo na busca por melhorias.

A verdade é que não existe fórmula pronta. Você vai precisar testar muitas coisas até acertar a mão. Por isso, o importante é começar, criar um grupo, convidar usuários e clientes para participarem e e discutirem sobre os interesses que todos têm em comum.

Quer melhorar suas estratégias nas redes sociais? Podemos ajudá-lo, essa é a nossa especialidade.

 

 

Leia também

Instagram: a ferramenta Melhores Amigos pode aumentar o seu lucro Redes sociais: acompanhe algumas tendências para 2020 Marketing de relacionamento: o que é e como pode ajudar a sua empresa
Sem Comentários

Publique um comenário